DS Contadores Associados

Precificação é fundamental para o sucesso do negócio

Além de trazer lucros, uma boa estratégia de formação de preço pode gerar competitividade e atrair consumidores

Por considerarem o tema da precificação complexo ou mesmo desconhecerem a sua importância, muitos gestores acabam deixando essa estratégia de lado e cometendo erros básicos. É justamente aí que eles caem em armadilhas que podem ser muito prejudiciais para o negócio. De fato, a formação de preço é uma das maiores empreitadas do administrador, pois o grande desafio está em encontrar o equilíbrio entre os custos de produção, o valor que a concorrência cobra e a margem de lucro. Independentemente do ramo de atuação e dos produtos e serviços oferecidos, é indispensável que o preço repassado para os clientes cubra os gastos da empresa e proporcione lucro. 

O diretor contábil Márcio Dorigon, sócio da DS Contadores Associados, explica que para que essa conta feche, a regra é: não cobrar tão barato a ponto de tornar o lucro irrisório ou insuficiente para cobrir os gastos de manutenção das atividades da empresa. Também é necessário considerar que há fatores de mercado que podem reduzir a procura pelo que o negócio tem para oferecer. Um exemplo é a elasticidade do preço, que trata-se da probabilidade de um produto ou serviço ser substituído por outro pelo consumidor. 

Sendo assim, uma boa formação de preço de venda é muito importante para a saúde financeira do negócio, pois permite que a empresa tenha condições de manutenção de mercado ou ampliação de atuação, gerando riqueza, emprego, renda e outros valores sociais para aqueles que são partes interessadas no setor ou até mesmo para o ambiente de negócio da empresa. Tão importante quanto vender, fazer a precificação correta pode ser a diferença entre ficar pelo caminho ou seguir em frente.

Produtos x serviços

Antes de mais nada, é necessário entender que a formação de preço de produtos e de serviços é totalmente diferente. “É bem mais difícil determinar quanto vale um serviço do que fazer o mesmo com um produto, já que estamos falando de um bem que não pode ser tocado ou carregado, pois o seu valor está na segurança, na confiança, na transparência.”, observa Dorigon. Os serviços, conforme completa, têm limitação de disponibilidade de pessoas, qualificação e até mesmo a presença de cliente que queira consumi-lo.

Os produtos, por sua vez, podem ser guardados e armazenados em estoque, esgotando-se e perdendo prazo de validade. Além disso, a definição de preços de um produto se torna mais fácil, inclusive, porque é possível fazer a mensuração por meio de métricas de massa (gramas, quilogramas, toneladas), tamanho (centímetros, metros) ou volume (litros ou metros cúbicos). 

Para se chegar ao preço ideal é necessário considerar alguns fatores como um registro dos atos e fatos que envolvem a operação da empresa na manutenção do negócio, ou seja, o registro diário dos custos, despesas e perdas que deverá ser retratado com a contabilidade gerencial, que irá subsidiar as informações para que elas possam ser trabalhadas na formação de preço. 

Confira as PRINCIPAIS DICAS para fazer a precificação de produtos ou serviços de forma estratégica: 

– Conheça seus custos, despesas e regime de tributação.

– Defina uma margem de lucro que possibilite o reinvestimento e uma parcela de remuneração aos sócios.

– Leve o mercado em consideração, ou seja, o setor que pretende atuar.

– Use o mark-up (índice usado para a formação do preço de venda aplicado sobre o custo dos produtos).

– Encontre o ponto de equilíbrio do negócio (parâmetro que determina o momento em que a empresa iguala custos com receitas).

A DS Contadores Associados conta com uma equipe de profissionais capacitados para tirar dúvidas, orientar e assessorar empresas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *